Eu sou Historia Reiss, a verdadeira governante destas Muralhas.
— Historia no Distrito de Orvud proclamando-se como a verdadeira rainha.[1]


Historia Reiss (ヒ ス ト リ ア ・ レ イ ス Hisutoria Reisu) é a atual Rainha das Muralhas. Ela também é filha ilegítima do nobre Rod Reiss e o último membro remanescente da família real Reiss. Ela foi criada isolada em uma das propriedades da família Reiss até a queda da Muralha Maria.

Pouco depois, sua mãe foi assassinada na frente dela, e Historia foi coagida a renunciar a seu nome e a não reivindicar a herança Reiss, assumindo a nova identidade de Krista Lenz ( ク リ ス タ ・ レ ン ズ Kurisuta Renzu), E entrar no serviço militar, que esperava-se que resultasse em sua morte.

Em grande parte graças à influência de Ymir, ela se formou como o 10º melhor soldado dentro do 104º Esquadrão de Recrutas e se juntou a Divisão de Reconhecimento. Ela finalmente recuperou seu verdadeiro nome, tornando-se um importante trunfo para o Reconhecimento e chegando ao trono após o sucesso da revolução contra o governo.

Características

Aparência

Historia é uma jovem pequena e a menor em estatura do 104º Esquadrão de Recrutas, do qual se origina o elenco central. Ela tem longos cabelos loiros, grandes olhos azuis e um rosto em formato de coração; originalmente, ela geralmente usava o uniforme padrão da Divisão de Reconhecimento. Historia é conhecida por ser muito fofa; isso, junto com sua bondade, às vezes fazia com que seus colegas se referissem a ela como um anjo ou deusa. É sugerido que muitos dos meninos de sua classe a adoram. Durante as expedições, ela usava o cabelo em um rabo de cavalo baixo e vestia a tradicional capa verde do Reconhecimento.

Após sua coroação como rainha, Historia altera seu traje cotidiano, presumivelmente para se conformar com as reuniões da corte. Ela tem o cabelo preso em uma prega arrumada, repartida ao meio na frente. Seu traje consiste em um casaco de cor clara, bem como uma jaqueta combinada com calças da mesma cor. Por baixo da jaqueta, ela usa uma camisa branca de mangas compridas e botas escuras. Em ocasiões especiais, como cerimônias, Historia ostenta um vestido claro sem ombros coberto por uma capa esvoaçante, usando sandálias e sua coroa.

Personalidade

Em sua persona Krista, Historia é geralmente muito tímida, gentil e incerta sobre como interagir com os outros (provavelmente devido ao seu isolamento quando criança). No entanto, Ymir observa que o desejo de Historia de mostrar bondade para com os outros decorre não apenas do desejo de ganhar sua estima, mas também das pessoas ao seu redor: ser vista como uma boa pessoa. Isso provavelmente se deve ao fato de ela não ter tido a estima dos outros quando criança e ter sido criada para acreditar que foi um erro infeliz.

A manifestação mais forte dessa tendência são as inclinações suicidas severas e repetidas de Historia; ela expressa o desejo de morrer de uma maneira que os outros não a odeiem por ter existido, falem dela e se lembrem dela favoravelmente. Um excelente exemplo é a tentativa de Historia de arrastar o Daz ferido para um local seguro durante uma nevasca. Se Ymir não tivesse decidido ajudar sem avisar, Historia e Daz teriam morrido congelados. Isso se deveu à sua criação, acreditando-se um erro e esperando que, ao morrer, ninguém a odiasse.

Historia mostra seu verdadeiro eu vazio

Após Ymir a abandona-la, partindo com Reiner e Bertolt, Historia perde a esperança que a revelação de seu nome parecia produzir nela. Ela regride a um desinteresse enfadonho por qualquer coisa que esteja acontecendo ao seu redor, sem saber como agir. Ela afirma que enquanto a persona Krista Lenz era uma pessoa gentil e profundamente carinhosa, a verdadeira História está vazia por dentro. Embora Eren Yeager diga a ela que ela parece mais genuína e "menos assustadora" agora, ela continua a se considerar sem qualquer natureza ou identidade verdadeira.

No entanto, durante o golpe de estado, Historia começa a acreditar lentamente em si mesma e desenvolver força, desafiando seu pai e depois matando-o e seguindo a ideia de Dimo Reeves de socar o soldado mais forte da humanidade. Como sua personalidade 'Krista', ela desenvolve bondade ao libertar Eren e abrir o orfanato, desenvolvendo sua própria personalidade.

História

Historia nasceu como filha ilegítima e não reconhecida de Rod Reiss, chefe da família Reiss e os verdadeiros monarcas das Muralhas.[14] Sua mãe, Alma, era uma serva na casa do Rod que mais tarde se tornou sua amante e confidente.[15][16] Depois que sua mãe ficou grávida, ela voltou para uma fazenda onde sua família trabalhava no norte da Muralha Sheena, onde Historia nasceu.[17]

Historia foi então criada na fazenda que pertencia e era administrada pela família Reiss. Sua mãe estava deliberadamente distante dela, gastando muito de seu tempo lendo ou saindo da propriedade à noite em carruagens. Ela nunca participou de trabalhos na propriedade e parecia ter alguma outra fonte de renda. Embora os avós maternos de Historia falassem com ela para ensiná-la a trabalhar, sua mãe não interagia com ela.[18]

Somando-se ao seu isolamento, as outras crianças fora da propriedade atiravam pedras nela[8] e ela não tinha permissão para sair.[19]

Frieda apagou a memória de Historia

No entanto, sua meia-irmã Frieda Reiss a costumava visitá-la em segredo. Historia não sabia que Frieda era sua meia-irmã legítima, mas se lembra dela como sendo sua irmã mais velha. Ela ensinou Historia a ler e encorajou ainda mais seu desenvolvimento pessoal na esperança de se tornar uma garota gentil que todos amariam.[20] Ela repreendia Historia por não ser mais feminina, mas ficava angustiada quando a garota falava dela como um modelo ideal de uma dama adequada. Depois de cada reunião, Frieda modificava as memórias de Historia usando o poder do Titã Fundador que ela possuía, e Historia esqueceia muitas dessas interações e sua existência, exceto quando as memórias fossem acessadas subconscientemente durante os sonhos. No entanto, Historia esqueceria esses sonhos ao acordar.[21]

Historia foi rejeitada por sua mãe

Enquanto crescia, ela começou a ler todos os livros que podia encontrar, incluindo aqueles que retratavam a relação típica entre uma mãe e seu filho, fazendo com que Historia questionasse sua própria relação com a mãe e desejasse entender como era ter contato físico significativo com sua mãe. Isso levou a uma tentativa de abraçar sua mãe, resultando em um tapa violento e fazendo sua mãe lamentar abertamente que ela não teve a coragem de matar Historia quando ela nasceu. Embora machucada e ensanguentada, Historia sentiu felicidade porque era a primeira vez que sua mãe falava com ela.[22]

Após este incidente, ela não veria nem interagiria com sua mãe novamente por vários anos. Durante esse interlúdio, ela veio a entender sua posição na casa dos Reiss, particularmente que ela era considerada por aqueles ao seu redor como uma maldição e um fardo grave para sua família; embora ela não entendesse o motivo de seu tratamento e rejeição. O único consolo em sua vida na propriedade eram os animais sendo criados, proporcionando-lhe um meio de companhia.[22]

Enredo

Arco da Queda de Shiganshina

Dias depois da queda da Muralha Maria, Rod Reiss chega à propriedade com sua mãe para ver Historia e levá-la para a casa dos Reiss de maneira adequada; presume-se que Historia seria assim reconhecida como uma criança e herdeira da família Reiss. Enquanto tentam evacuar, são cercados por soldados não identificados do Primeiro Esquadrão do Interior da Brigada da Polícia Militar, que procuram remover as manchas no sobrenome Reiss. Eles confrontam Rod sobre a identidade de Historia e sua mãe. Rod, por sua vez, nega qualquer relação com eles. Um dos soldados, Kenny Ackerman, restringe Alma e a mata enquanto ela tenta desesperadamente negar ser a mãe de Historia e sua existência. Seu último testamento antes de ter sua garganta cortada é olhar para sua filha e dizer friamente que ela gostaria de nunca ter dado à luz a ela.[23] Os soldados então se preparam para matar Historia também, mas Rod intercepta seus esforços oferecendo um arranjo alternativo: se ela desaparecesse da casa dos Reiss, assumisse um novo nome e identidade antes de se alistar como soldado, isso significaria eles não precisariam matá-la. Os soldados concordam com isso, e Rod dá a ela o novo nome de "Krista Lenz".[5]

Devido à influência de Frieda Reiss, Historia é capaz de usar uma persona que ela própria criou para ser altruísta e gentil com as pessoas ao seu redor. É essa persona que ela usa ao entrar no exército; em seu íntimo, entretanto, ela é uma a casca vazia, melancólica, incerta de sua verdadeira natureza, personalidade, de seu propósito e significado no mundo.[24]

Arco do 104º Esquadrão de Recrutas

Historia durante a primeira noite dela no campo de treinamento

Após o cataclismo do Titã Colossal rompendo a Muralha Maria, Historia vive em um campo de refugiados antes de atingir a idade mínima para poder se alistar como recruta.[25]

Em sua primeira noite como recruta, Historia foge depois de jantar para levar um pão e um pouco de água para Sasha Blouse enquanto está terminando sua punição por comer durante a iniciação dos recrutas. Outra recruta, Ymir, se aproxima dos dois, querendo saber por que Historia está ajudando Sasha, e Historia afirma que ela só quer ser útil para seus colegas. Ymir ajuda Historia a devolver Sasha ao seu beliche, mas deixa claro que ela usará o evento para tirar vantagem de Sasha.[26]

Mais tarde, durante o treinamento, Historia está passando um tempo com Ymir e Sasha quando Ymir confronta Sasha sobre falar em um tom excessivamente educado, ao invés do dialeto de sua casa. Quando Ymir começa a criticá-la por isso, Historia a repreende e afirma que Sasha deve falar do jeito o que quiser.[27]

Em algum momento durante o treinamento, os recrutas do 104º Esquadrão de Recrutas realizam um exercício de treinamento em tempestade de neve, chegando a uma base no sopé de uma montanha. Depois que seu colega Daz perde a consciência durante o treinamento, Historia decide tentar puxar seu corpo em uma cama, apesar dos protestos de Ymir. Ymir argumenta que eles só sobreviverão se abandonarem Daz e seguirem para a base juntos, mas Historia insiste que todos eles sobreviverão se Ymir for à frente dela. Percebendo que Historia não pediu ajuda durante todo o curso, Ymir deduz que Historia não tem intenção de salvar Daz nem a si mesma, e que ela está usando a situação como uma desculpa para buscar seu próprio fim heroico.[28]

Ymir revela que está ciente do verdadeiro passado de Historia, tendo ouvido oficiais do Culto das Muralhas discutindo sua existência. Historia pergunta se Ymir se juntou ao Esquadrão de Recrutas para encontrá-la, e Ymir propõe que pode ser devido ao passado delas ser semelhante. Historia pergunta se Ymir originalmente queria fazer amizade com ela, mas Ymir disse que elas não são nada parecidas, já que Ymir manteve seu antigo nome após começar uma nova vida, porque abandonar seu nome seria admitir a derrota. Vivendo para si mesma, ela roubou o poder de seus inimigos. Ymir repreende Historia por procurar a morte ao invés de direcionar seus sentimentos para seus inimigos, e Historia diz que não há mais nenhuma maneira de os três sobreviverem à missão.[29]

Ymir leva Historia a um penhasco com vista para a base no sopé da montanha e propõe jogar Daz sobre a borda para que ela e Historia possam chegar à base com vida enquanto Daz pode ser procurado mais tarde. Quando Historia se opõe, Ymir toma uma atitude usando suas próprias mãos e a joga em um banco de neve. Quando Historia escapa da neve e retorna ao penhasco, Ymir e Daz não estão em lugar nenhum.[30]

Quando Historia chega ao sopé, ela avista Ymir fora da base. Ela pergunta sobre Daz, e Ymir mostra a ela que Daz estava seguro dentro de casa. Ao olhar de cima para baixo o penhasco, Historia vê que tal descida seria impossível sem uma corda. Ymir decide revelar a Historia como ela salvou Daz, mas apenas se ela prometer viver por seu nome verdadeiro quando seu segredo eventualmente se tornar conhecido por todos.[31]

Após seu treinamento e graduação subsequentes, ela é classificada como a 10ª em total de 104 posições; uma classificação abaixo de Sasha Blouse (mais tarde, Historia afirmou que recebeu a décima posição de Ymir).[32]

Arco da Batalha pelo Distrito de Trost

Durante a Batalha do Distrito de Trost, o esquadrão de Historia encontra Armin em um estado catatônico, após a morte de seus companheiros de esquadrão. Quando Connie e Ymir entram em uma briga sobre deixá-lo ou não, Historia os separa, dizendo que a morte de seus companheiros os aborreceu. Quando Armin sai de repente, o esquadrão de Historia continua avançando através de Trost.[33]

Mais tarde, enquanto aguardava novas ordens juntamente com seus colegas recrutas, Historia ouve Connie contar como ele e os outros recrutas conseguiram reabastecer no quartel-general militar.[34]

Arco da Titã Fêmea

Os recrutas se juntam a Divisão de Reconhecimento

Como ordenado, após a batalha do Distrito de Trost, ela mostra seu dispositivo de manobra tridimensional à Brigada de Polícia Militar para inspeção como parte da investigação sobre as mortes dos dois Titãs capturados, supostamente mortos por um soldado usando DMT.[35]

Apesar de ter medo de enfrentar os Titãs em combate novamente, ela se oferece para se tornar um membro da Divisão de Reconhecimento, algo que ela diz mais tarde que é uma decisão tomada por seu eu interior e que ela mesma não entende as razões por trás disso.[36]

Historia resgata seus companheiros

Durante sua primeira expedição do lado de fora das Muralhas, Historia recebe o controle de um cavalo extra, além do seu próprio. Ela se depara com o cavalo de Jean Kirstein e o leva de volta para ele depois de observar seu sinal de fumaça de emergência . Ao devolver o cavalo de Jean, ela acompanha ele juntamente de Reiner Braun e Armin Arlert a uma Floresta Titã próxima, dizendo-lhes que está aliviada ao ver que eles ainda estão vivos.[37]

Ela é vista mantendo sua posição nas árvores juntamente com seus colegas soldados, atraindo os Titãs e impedindo-os de entrar na floresta enquanto a Divisão de Reconhecimento captura a Titã Fêmea.

Arco do Choque de Titãs

Historia está entre os recrutas da Divisão de Reconhecimento que são investigados por Mike Zacharias sob suspeita de ser um dos cúmplices de Annie.

A investigação é interrompida quando Nanaba relata que a Muralha Rose foi rompida, e o Reconhecimento é obrigado a ir a cavalo e evacuar os cidadãos locais nas proximidades.[38] Historia e Ymir são colocadas sob o comando de Nanaba para a missão. Ambos os recrutas estão desprovidos de seu dispositivo de manobra e Ymir inicialmente expressa sua aversão à ideia de entrarem no território Titã desarmados, embora Historia esteja disposta a ajudar.

Sua equipe finalmente se encontra com a equipe de Gelgar e fica chocada ao saber que nenhuma das equipes conseguiu encontrar um buraco. Incapazes de voltar e procurar novamente devido ao anoitecer, as duas equipes se refugiam dentro de um castelo próximo para descansar durante a noite.

Os recrutas se preparam para lançar um canhão em um Titã

No meio da noite, o castelo é atacado por Titãs. Enquanto os quatro soldados equipados para a batalha enfrentam os Titãs do lado de fora, os recrutas tentam barricar a entrada do castelo para que nenhum dos Titãs menores possa entrar, mas descobrem que o castelo já foi invadido. Reiner é atacado, e Historia, Ymir e Connie rolam um canhão próximo a ele, jogando-o para longe de Reiner.[39]

Outro Titã entra na torre e Reiner o consegue empurrar para fora em uma janela, se machucando no processo. Os recrutas fogem mais para cima na torre do castelo, e Historia usa uma tira de sua saia para enfaixar o ferimento de Reiner.[40]

Os recrutas recuam para o topo da torre, onde assistem os quatro soldados do Reconhecimento sendo sistematicamente mortos pelos Titãs que estão atacando. Historia tenta atirar pedras nos Titãs para detê-los, declarando que ela está disposta a lutar até a morte contra eles, mas Ymir a chama por tentar usar a morte de seus superiores como uma razão para morrer. Pegando uma faca de Connie, Ymir a lembra da promessa que fizeram na noite em que ficaram presos na floresta com Daz e a aconselha a viver sua vida com orgulho. Antes que Historia possa impedi-la, Ymir pula da torre e usa a faca para se transformar em uma Titã.[41]

"Krista" diz a Ymir seu verdadeiro nome

Enquanto Historia e o resto dos recrutas assistem Ymir lutando contra o grupo de Titãs quase caindo da torre, quando Ymir se transforma, Reiner a questiona se ela sabia sobre isso. Quando os recrutas questionam de que lado Ymir está, Historia se lembra de alguns eventos delas e assiste a tentativa de Ymir de lutar contra os outros Titãs e chega à conclusão de que ela está lutando para proteger a todos.[42] Ela começa a torcer por Ymir dizendo a ela para não morrer e quebrar a torre, ela comemora quando Ymir faz isso. Ela, junto com os outros, monta em suas costas e pousa no chão com segurança. Como Ymir começa a ser comido por Titãs, Historia tenta correr em direção de Ymir, mas é interrompida por um Titã, que é rapidamente morto por Mikasa que a recém tinha chegado. Enquanto todos assistem sem acreditar nas feridas de Ymir e na verdade, Historia revela seu verdadeiro nome para Ymir.[43]

De volta ao topo da Muralha Rose, Historia implora a Hange Zoë para pegar leve com Ymir. Embora soubesse que o que sua amiga fazia era errado em esconder informações que poderiam ter sido úteis para a Divisão de Reconhecimento, ela entendeu que fez isso para proteger seus amigos. Hange concorda com Historia, afirmando que qualquer informação que Ymir tenha será importante para a humanidade.[44] Após Reiner e Bertolt se revelarem titãs, Historia assiste com horror como Reiner, em sua forma de Titã Blindado, agarra Eren enquanto Bertolt agarra Ymir em sua forma de Titã Colossal.[45]

Durante a batalha, ela é designada para cuidar dos feridos. Ela insiste que Ymir ainda está viva e implora aos outros soldados para resgatá-la.[46] Mais tarde, ela se juntou à missão de resgate, indo contra o conselho de Armin. A equipe finalmente consegue alcançar Reiner e Bertolt, mas não sabe que Ymir foi convencida a se aliar a eles em troca da segurança de Historia. Quando Ymir aparece em sua forma de Titã, Historia corre para cumprimentá-la e é rapidamente engolida por Ymir, para que os Guerreiros possam sequestrá-la.[47]

Historia está do lado de Ymir

Enquanto os Titãs fogem do Reconhecimento, Ymir finalmente a cospe e emerge parcialmente de sua forma de Titã para que eles possam falar. Historia inicialmente acredita que Ymir está sendo forçado a cooperar com os traidores e implora para ser libertada para que possam escapar. No entanto, Bertolt destaca que Ymir não está sendo forçado a trabalhar com eles. Neste ponto, Ymir aparentemente desmorona, dizendo a ela que ela pretende usar o status de Historia como herdeira da família Reiss e espera se salvar dos traidores que ela servia, implorando para que Historia coopere. Em resposta, Historia sorri e afirma que sempre estará do lado de Ymir.[48]

Quando Mikasa chega e ataca Ymir, Historia rapidamente dá um passo à frente para parar a luta. Ela implora para poupar Ymir, e se recusa a recuar, mesmo quando Mikasa a ameaça. só quando Mikasa deixa claro que não poupará ninguém que fique em seu caminho, Historia cede e convence Ymir a parar de lutar.[49]

Antes que o conflito seja resolvido, Erwin Smith ataca o Titã Blindado com uma horda de Titãs atrás dele.[50] Historia é quase agarrada por um Titã até que Ymir a resgata.[51] Historia mata um Titã no conflito, o primeiro em seu registro, e Connie tenta resgatá-la enquanto os militares recuam. Historia rejeita sua ajuda, dizendo que ela deve ficar com Ymir se Ymir sobreviver.[52] Historia retorna a Ymir, deixando-a saber que sua presença lhe dá coragem para lutar. Quando Eren libera a Coordenada no meio da batalha, atraindo todos os Titãs estúpidos para sua vontade, Ymir decide partir com Reiner e Bertolt. Historia recua com os militares, estendendo a mão para Ymir enquanto elas se separam indefinidamente.[53]

Referências

  1. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 45)
  2. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 70 (p. 4)
  3. 3,0 3,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 69 (p. 42)
  4. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 70 (p. 2)
  5. 5,0 5,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 44)
  6. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 91 (p. 24 & 25)
  7. 7,0 7,1 7,2 7,3 Attack on Titan Guidebook (p. 251)
  8. 8,0 8,1 8,2 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 34)
  9. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 2 (p. 37)
  10. Attack on Titan Guidebook (p. 51)
  11. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 39)
  12. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 50 (p. 25)
  13. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 34-37)
  14. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 56 (p. 27)
  15. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 42)
  16. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 68 (p. 42)
  17. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 32)
  18. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 32-34)
  19. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 66 (p. 2-3)
  20. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 63 (p. 1-6)
  21. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 54 (p. 1-7)
  22. 22,0 22,1 Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 33-37)
  23. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 38-43)
  24. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 51 (p. 20)
  25. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 52 (p. 45)
  26. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 15 (p. 30-33)
  27. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 36 (p. 27-29)
  28. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 18-23)
  29. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 24-27)
  30. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 28 & 29)
  31. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 30-32)
  32. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 37 (p. 35)
  33. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 5 (p. 9 & 10)
  34. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 11 (p. 5)
  35. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 21 (p. 2)
  36. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 21 (p. 29-32)
  37. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 24 (p. 8-10)
  38. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 35 (p. 2-10)
  39. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 39 (p. 16-27)
  40. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 39 (p. 28-35)
  41. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 40 (p. 32-41)
  42. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 41 (p. 1-19)
  43. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 41 (p. 20-45)
  44. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 42 (p. 3-5)
  45. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 38 & 39)
  46. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 43 (p. 26 & 27)
  47. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 47 (p. 34 & 35)
  48. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 6-19)
  49. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 25-32)
  50. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 48 (p. 43-45)
  51. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 9-11)
  52. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 49 (p. 38-40)
  53. Ataque dos Titãs Mangá: Capítulo 50 (p. 41-45)
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.